domingo, setembro 03, 2006

Uma salada...

para estes últimos dias de verão

2 comentários:

Anonymous Esteta e afilhado diz que...

Aqui, as mãos já são bem mais bonitas, as maminhas, lindas, ternas, carinhosas, Amigas, Cúmplices, como sempre, e as uvas - oh, as uvas, meu Deus.... - a serem todas comidas, sôfrega e rapidamente comidas, com pedúnculos e grainhas, sem descartar o epicarpo nem degustar o mesocarpo, deixando tais estéticas, gustativas e deleitáveis actividades, papilarmente saboreáveis com os lábios e (na companhia e tendo-a, igualmente, por destinatária e usufrutuária) a língua, para um calmo, repousante e relaxante "post" (aqui enquanto sinónimo de "após") deglutição das uvas, com salvaguarda da integridade da úvula (pensei e escrevi, bem, "úvula", e não "vulva", como vós, mentes perversas e obstruídas, tereis pensado... )

setembro 04, 2006 10:08 AM  
Anonymous eros diz que...

E a ramagem que cobre aquele (advinha-se) ventre, abaulado, com uma discreta curvatura convexa, abobada que remata por baixo os dois moldados seios.

E, depois, o ruminar vegetariano de toda aquela folhagem, da folha ao caule, até encontrar uma pequena depressão circular, coberta de humidade, escorregadia, translúcida e suada.

E, ainda, o sorver (lamber) das gotículas aí ancastradas, devagar, devagarinho, lentamente e, sensualmente. Recordar-se que aí esteve o cordão (umbilical)! Por onde tudo o que necessitavas entrou...

E, finalmente, ficou nua.
Que é como devia estar!

setembro 05, 2006 12:30 AM  

Postar um comentário

<< voltar