terça-feira, janeiro 17, 2006

Parabéns, filhote.

Puto, sou eu o teu pai.
Lembro-me perfeitamente do dia em que foste feito. Estou a ver como se tivesse sido há praí um ano.
Sentado numa mesa do piolho, relaxado, a beber um fino e a ler o jornal.
Volta e meia ia coçando os tomates porque tinha cortado recentemente os pêlos e tava com uma comichão do caraças.
Eis que aquela que tu conheces como tua mãe, entra pela porta, majestosa, com aquela presença que só as verdadeiras mulheres sabem ter.
Meti-me com ela, com pinta porque eu quando quero também consigo ter pinta. Mandei duas ou três bocas. E ela sentou-se logo ali ao meu lado. Palavra puxa palavra, ideia chama ideia.
“E que tal fazermos aqui, e já, um pipi?” disse ela.
“Um pipi? Mas tas parva ou quê? Até parece que não conheces a casa de banho disto…”
“Não tolo… vamos ser loucos! Aqui! Em cima da mesa… E que tal? Tens tomates?”
Eu tomates até tenho dois, e naquele dia estavam rapadinhos mas se tu conhecesses as mesas ias entender as minha reservas. É que não é fácil trabalhar bem com aquele material…
Mas ela tocou no meu ponto fraco: Falou baixinho no ouvido.
E pronto… Voaram copos, cinzeiros e guardanapos. Ficou a mesa prontinha.
O Resto já tu sabes…
Depois de nasceres, lá me vais vendo, de tempos em tempos.
Eu sei que estou muito ausente.
Até acho que a tua mãe te diz que eu ando embarcado. Ela sim, tem sido a mãe e o pai, que nunca te faltou com nada. Eu apesar de andar meio fugido, sempre gostei muito de ti.
Nunca te esqueças disso.
Filhote desejo-te um feliz aniversário e apesar de não te prometer nada, vou tentar não andar muito fugido para ver se te vejo crescer…

3 comentários:

Anonymous Anônimo diz que...

PARABENS GRAVATAS !
O teu néné é porreiro!

janeiro 17, 2006 9:38 PM  
Blogger Joana d'Arcos diz que...

Gravatas,
Está lindo o que escreveste.
Parabéns pelo "filho" e pelo texto.
Espero que acompanhes mais de perto o seu crescimento, não vá ele enveredar por caminhos tortuosos! LOL

janeiro 17, 2006 11:56 PM  
Blogger paxaxita diz que...

Não é fácil trabalhar bem com aquele material ...?
Dificil foi trabalhar sem material, e mesmo assim fez-se o PiPi (fruto da imaginação e criatividade)bem sei

janeiro 18, 2006 12:11 AM  

Postar um comentário

<< voltar