quarta-feira, setembro 13, 2006

Gatos & Ratos


A noite surgiu negra e tenebrosa, enquanto o negro gato dormia, no quarto branco, onde havia um rato preto e uma ratazana branca, igual a essas utilizadas para pesquisas e experiências de laboratório.
O rato preto gostou da rata branca. Ela também gostou do parceiro pretinho, prova que entre os ratos não existe qualquer preconceito racial de cor, como costuma ocorrer em alguns países entre os seres humanos.
Mas os grunhidos de amor dos ratos, parecidos com os de um casal de javalis, acordaram o gato preto, que miou contra a noite sem estrelas.
Miado grosso, porém carinhoso, chamando a companheira, a bonita gata branca, que estava no cio.
Depois do delicioso ato sexual, o gato e a gata, que também não tinham preconceito de cor, jantaram o casal de ratos.
"Tramas & Dramas da Vida Urbana” contos de Hildebrando Pafundi

1 comentários:

Anonymous o metódico.... diz que...

...o rato roeu a rolha da garrafa do rei da Rússia... e,... afinal, o gato preto comeu a rata da gata branca , a que se seguiu o quê? o rato preto ou a rata, propriamente dita, branca?
De igual modo, o rato preto, após ter bi-comido a(s) rata(s) branca(s), foi comido pelo gato preto ou pela gata branca?
Ou a orgia, ou o swing, eram tão devassos e depravados que já não se sabia quem comia quem? A minha curiosidade é meramente metódica e sistémica, já que, em circunstâncias desta natureza, é conveniente organizarmo-nos...(ehehehehehe...)

setembro 13, 2006 10:56 AM  

Postar um comentário

<< voltar